Atletas italianos serão vacinados antes dos Jogos Olímpicos

Atletas italianos serão vacinados antes dos Jogos Olímpicos

A partir do dia 7 de maio, a delegação poderá receber a primeira dose
|

Web1 ap 16219073601165 6796522

Cerimônia de Abertura Rio 2016. Foto: AP Photo/David J. Phillip


Segundo o Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), os esportistas que irão a Tóquio e a comissão técnica serão vacinados até meados de junho. O Instituto Spallanzani, em Roma, e o Palazzo delle Scintille, em Milão, serão os dois centros responsáveis por aplicar as injeções, conforme escolha da Federação Médica Italiana (FMSI).


Na capital, usarão a vacina Moderna, com um intervalo de 28 dias entre as doses, enquanto em Milão será administrada a vacina Pfizer / BioNTech, com intervalo de 21 dias. O Coni tomou a decisão com base nas recomendações do Departamento de Esportes da Presidência do Conselho de Ministros e da da Estrutura de Apoio ao Comissário Extraordinário para a Emergência Covid-19.


Ao todo, 273 atletas do país já estão classificados para Tóquio, mas cerca de dois terços deles já estão vacinados por serem filiados às forças militares. O Comitê Organizador dos Jogos não exige a medida para ir ao Japão, mas restringe os competidores a circularem só na vila e nas áreas de treinamento e de competição. Os participantes também serão examinados com frequência. Outros comitês também tomaram a iniciativa.