COI faz acordo com a Pfizer para recebimento de vacinas contra a Covid-19

COI faz acordo com a Pfizer para recebimento de vacinas contra a Covid-19

O imunizante será repassado aos comitês olímpicos nacionais
|

Foi divulgado por meio de nota, nesta quinta-feira, um acordo entre o COI (Comitê Olímpico Internacional) e as farmacêuticas Pfizer/BioNtech para o repasse de doses da vacina contra a Covid-19 para atletas e demais credenciados das Olimpíadas de Tóquio.


Não se sabe a quantidade que será repassada. O Comitê Olímpico enfatizou que as doses serão adicionais aos programas de imunização de cada país. A partir do recebimento do imunizante, os comitês olímpicos nacionais devem tratar com seus governos locais para a distribuição.


- Esta doação da vacina é outra ferramenta para ajudar a tornar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020 seguros e protegidos para todos os participantes e para mostrar solidariedade com nossos anfitriões japoneses - afirmou o presidente do COI, Thomas Bach.


Thomas Bach

Thomas Bach é reeleito presidente do COI até 2025 — Foto: Divulgação / IOC Media


O diretor-executivo da Pfizer, Albert Bourla, disse que "a volta dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos representa um momento monumental de unidade e paz mundial após um ano cansativo de isolamento e devastação. Estamos orgulhosos de desempenhar um papel no fornecimento de vacinas a atletas e suas delegações olímpicas nacionais sempre que possível".


Seguindo o exemplo de outros países como Bélgica, Espanha, Nova Zelândia, Alemanha, México, o Brasil decidiu vacinar todos os atletas que irão disputar as Olimpíadas e as Paralimpíadas. O COB (Comitê Olímpico do Brasil) fez as tratativas para recebimento das doses da Coronavac com o Ministério da Defesa.