Seleção paralímpica de bocha é convocada para fase de treinamento

Seleção paralímpica de bocha é convocada para fase de treinamento

Os atletas vão ao Centro de Treinamento a poucos meses dos Jogos Paralímpicos
|


Bocha cpb

Atletas de diferentes estados são chamados. Foto: Comitê Paralímpico Brasileiro


A Associação Nacional de Desporto para Deficientes (Ande) anunciou a lista de atletas para encontro no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, que ocorrerá entre os dias 21 e 27 de maio, três meses antes dos jogos de Tóquio. O boletim, assinado pelo presidente da organização, Artur Cruz, liberou os nomes também da comissão técnica e dos assistentes esportivos. Em um total de 26 pessoas, 10 delas são praticantes de alto rendimento de bocha.


Lista de atletas convocados


  1. José Carlos Chagas de Oliveira (ADEFU-MG, BC1)
  2. Andreza Vitoria F. de Oliveira (UFPE-PE, BC1)
  3. Maciel Souza Santos (ADMC-SP, BC2)
  4. Natali Mello de Faria (APBS-SP, BC2)
  5. Evelyn Vieira de Oliveira (SESI-SP, BC3)
  6. Evani Soares da Silva Calado (APT-SP, BC3)
  7. Mateus Rodrigues Carvalho (CDDU-MG, BC3)
  8. Eliseu dos Santos (ADFP-PR, BC4)
  9. Marcelo dos Santos (APP-PR, BC4)
  10. Ercileide Laurinda da Silva (ADEFU-MG, BC4)


Como funciona a bocha paralímpica


A bocha é um esporte para pessoas com um grau severo de comprometimento motor, presente em mais de 50 países ao redor do globo. É praticada por atletas paralisados cerebrais e com outras deficiências com o grau exigido comprovado. Além de ser mista, a jogada pode ser individual, em duplas ou em equipes.


Para se aventurar é necessário 13 bolas - seis azuis, seis vermelhas e uma branca, todas feitas de fibra sintética e com 280g. Em cada lançamento, o jogador tenta aproximar as bolas coloridas da “jack”, como é chamada a bola branca. Os paralímpicos são divididos em quatro classes de acordo com a deficiência: BC1, BC2, BC3 e BC4, em que as regras são adaptadas conforme o praticante.