Brasil alcança número inédito de vagas no Para Ski Cross Country para os Jogos Paralímpicos de Beijing 2022

Brasil alcança número inédito de vagas no Para Ski Cross Country para os Jogos Paralímpicos de Beijing 2022

Nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, país soma sete vagas
|

1e4ef1c41a4e48069fbace97ff187bae (1)

Brasil soma sete vagas na modalidade. Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB


O Comitê Paralímpico Internacional (IPC) confirmou na última terça-feira, dia 3, quatro vagas para o Brasil no Ski Cross-Country para os Jogos Paralímpicos de Inverno na China, em 2022. A conquista foi graças aos esforços e resultados recentes dos atletas.


Na Copa do Mundo da modalidade na temporada de 2019/2020, Cristian Ribera ficou em segundo lugar geral. Além dela, Aline Rochedo pegou a medalha de bronze na Eslovênia e toda a equipe recebeu excelentes pontuações durante a temporada inteira de inverno. Gustavo Haidar, supervisor técnico paralímpico da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN), resumiu o desempenho dos esportistas.


“Apesar de todas as intercorrências do ano passado, fizemos uma excelente preparação técnica com toda a equipe em nosso núcleo de São Carlos focando nas competições internacionais e conseguimos conquistar excelentes pontuações, que nos trouxeram essas quatro vagas. É uma conquista da equipe toda”, afirmou Gustavo Haidar.


Após o triunfo, o país chegará em 2022 em sua terceira participação Paralímpica, o dobro o número de vagas a cada edição. Delas, três são masculinas e uma é feminina. Já no olímpico, o Brasil adquiriu mais três lugares. Será a primeira vez que o país enviará sete atletas para o ski cross country, um recorde comparado ao anterior de quatro atletas, estabelecido em 2018.