Roger Federer abandona Roland Garros

Roger Federer abandona Roland Garros

​Voltando de longo tempo parado por cirurgia no joelho, suiço sentiu o esforço do jogo de ontem
|

O tenista suíço Roger Federer tomou a decisão de deixar Roland Garros, onde havia avançado para as oitavas de final após uma partida difícil contra o alemão Dominik Koepfer, para não "forçar" muito seu corpo e descansar.


"Depois de avaliar isso com minha equipe, decidi me retirar hoje de Roland Garros. Após duas operações no joelho e mais de um ano de reabilitação, é importante que eu escute meu corpo no meu caminho para a recuperação", disse ele em uma declaração.


Roger Federer en Roland Garros

Foto: Europa Press


O campeão Roland Garros de 2009 venceu o alemão Dominik Koepfer ontem à noite em um exigente duelo de 7-6(5), 6-7(3), 7-6(4), 7-5 que durou mais de três horas e meia. "Estou entusiasmado por ter três vitórias aqui". Não há sentimento maior do que estar de volta à corte", disse ele.


Assim, seu adversário nas oitavas de final da segunda-feira, o italiano Matteo Berrettini, nono semeador, avança diretamente para as quartas de final, onde aguarda o vencedor da partida entre o sérvio Novak Djokovic, número um do mundo, e o italiano Lorenzo Musetti, de 19 anos.


O diretor de Roland Garros, Guy Forget, lamentou a retirada do tenista suíço. "O torneio Roland Garros lamenta a retirada de Roger Federer, que deu uma luta incrível na noite passada. Todos nós ficamos encantados de ver Roger de volta a Paris, onde ele jogou três partidas de alto nível. Desejamos a ele o melhor para o resto da temporada", disse ele.