Paratleta mais rápido do mundo, Petrúcio, fica a três centésimos de bater o próprio recorde

Paratleta mais rápido do mundo, Petrúcio, fica a três centésimos de bater o próprio recorde

|

51234307958 e07d94ee70 o

Petrucio Ferreira - Fase de Treinamento Seletiva Toquio de Atletismo. Foto: Marcello Zambrana/CPB


O paraibano Petrúcio Ferreira, dono do recorde mundial dos 100m pela classe T47, ficou a três centésimos de ultrapassar a própria marca. Nesta terça-feira, dia 8, durante a abertura da Fase de Treinamento Seletiva do atletismo, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, o corredor completou a distância em 10s45.


O atleta estabeleceu o melhor tempo do mundo entre os paralímpicos em 2019, no Campeonato Mundial de Atletismo em Dubai, com 10s42. Na categoria de amputados de braço, ninguém conseguiu superar ele até então.


A história de Petrúcio começa em São José do Brejo do Cruz, no sertão da Paraíba, de onde é natural. O velocista perdeu parte do braço esquerdo, abaixo do cotovelo, aos dois anos, quando sofreu um acidente com uma máquina de moer capim. Hoje, ele se prepara para competir apesar dos desafios gerados pela pandemia.


51234307733 448f726633 o

Petrucio Ferreira - Fase de Treinamento Seletiva Toquio de Atletismo. Foto: Marcello Zambrana/CPB


"Fiquei muito feliz com o tempo. Durante todo este período de pandemia, precisei me reinventar com treinamentos no sítio, em casa, ou em outros locais adversos. Com um ano e três meses sem competir e fazer esse tempo, mostra que fizemos uma boa preparação e conseguimos manter a minha performance apesar de todos os desafios", afirmou o atleta.


Desde o Rio 2016, o recordista já baixou o tempo em 15 centésimos nos 100m rasos. A antiga marca, de 10s50, também pertence a Petrúcio, conquistada na etapa de Paris, do circuito promovido pelo Comitê Paralímpico Internacional, em 2018. Agora, o campeão treina para a disputa na capital japonesa.


"Eu estou me preparando para Tóquio desde que terminou os Jogos Rio 2016. Estou focado nessa grande competição. Apesar de algumas circunstâncias que aconteceram no meio do caminho, que foi essa situação de saúde que afetou o mundo inteiro. Mas os Jogos Paralímpicos não foram cancelados, apenas adiados por um ano. Neste meio tempo, eu consegui manter o foco no meu objetivo que é representar o meu país e dar o meu melhor. Então, minha expectativa é muito boa porque os treinos estão fluindo bem", declarou Petrúcio, que disputará os 100m e os 400m em agosto.


Conquistas de Petrúcio desde 2016


Mundial de Atletismo Dubai 2019

Ouro nos 100m

Ouro nos 400m


Jogos Parapan-Americanos Lima 2019

Ouro nos 100m

Ouro nos 400m

Prata no revezamento 4x100m


Mundial de Atletismo Londres 2017

Ouro nos 100m

Ouro nos 200m


Jogos Paralímpicos Rio 2016

Ouro nos 100m

Prata nos 400m

Prata no revezamento 4x100m