Seleção de esgrima em cadeira de rodas embarca para a Copa do Mundo

Seleção de esgrima em cadeira de rodas embarca para a Copa do Mundo

A disputa servirá de aquecimento para os atletas pouco antes dos Jogos Paralímpicos
|


Seleção está a caminho da Copa do Mundo. Foto: Divulgação CBE


A seleção brasileira de esgrima em cadeira de rodas está prestes a passar pela maior prova antes dos Jogos Paralímpicos: a Copa do Mundo da modalidade. A partir desta quinta-feira, dia 8, até o domingo, dia 11, Jovane Guissone, Vanderson Chaves, Mônica Santos e Carminha Oliveira, que representarão o país em Tóquio, estarão em Varsóvia, na Polônia, para a Copa.


Será a primeira competição internacional da equipe depois de mais de um ano estagnada. Em entrevista com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), o chefe de equipe da Seleção, Ivan Schwantes, afirmou que será um “teste para ver como estão os brasileiros e os europeus, que retornaram aos treinos antes do Brasil”.


Também fazem parte do time o técnico Eduardo Nunes, o auxiliar técnico Marco Xavier e o médico Thiago Righetto. Segundo o técnico, o momento é importante para tirar a tensão e ansiedade dos atletas após o afastamento causado pela pandemia de Covid-19.


“Além de atualizar o ranking, que está parado desde a última prova, vai servir para eles voltarem ao ritmo de competição. E vai servir para fazer uma avaliação de como eles estão, de como estão os adversários que eles vão enfrentar. Apesar de ser uma prova oficial, é uma boa preparação para os Jogos”, reforçou Nunes.


A paranaense Carminha Oliveira, já com o passaporte preparado para a Europa, não parou de treinar no período sem competições. Essa será a primeira edição dos Jogos Paralímpicos que a esgrimista irá participar. Ela contou ao CPB que seu sonho é conquistar uma medalha e dedicá-la para a mãe, o pai e a irmã.


“Vai ser o momento de olhar para trás, ver toda a trajetória e saber que valeu a pena, para vivenciar tudo aquilo. Vai ser maravilhoso. Ver atletas de todo o mundo e saber que você se preparou e conseguiu a vaga vai ser um misto de alegria e emoção”, finalizou a esgrimista.