Chapecoense demite Jair Ventura após 14 jogos sem vitória

Chapecoense demite Jair Ventura após 14 jogos sem vitória

Treinador se despede com 9,5% de aproveitamento no comando do clube
|

Chegou ao fim a passagem de Jair Ventura pela Chapecoense. A diretoria do Verdão do Oeste comunicou o desligamento do treinador após a derrota por 1 a 0 para o Santos, no último domingo.


Ventura

Foto: Marcio Cunha/ACF


A decisão foi tomada ainda na noite do domingo. Após o jogo contra o Santos, a diretoria se reuniu na Arena Condá, na sala da presidência, e definiu pela não continuidade de Jair Ventura, embora os dirigentes tenham falado que a decisão estava indefinida.


Junto com o comandante, deixam o clube o auxiliar Emílio Faro, o preparador físico Ricardo Henriques e o analista Antonio Macedo.


Ventura chegou à Chape no dia 3 de junho para substituir Mozart, demitido após a derrota na final do Campeonato Catarinense. Agora a Chapecoense seguirá no Brasileiro sob comando do auxiliar Felipe Endres, enquanto a diretoria define se fará a contratação de outro técnico.


No período em que esteve no comando do time, Jair Ventura não conseguiu nenhuma vitória. Em 14 jogos, foram quatro empates e 10 derrotas. Ou seja 9,5% de aproveitamento. O número é o pior desde a passagem de Hemerson Maria, no início de 2020.


Na lanterna do Brasileirão, com a penas quatro pontos, a Chapecoense não vence há dois meses. A última vitória foi por 3 a 1 sobre o ABC, em Chapecó, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, na ocasião o time foi comandado pelo interino Felipe Endres.